quinta-feira, 28 de agosto de 2008

JUSTIÇA


Oi blogueteiros (gostei do nome viu!?) hoje o tom da postagem vai ser meio amarguradão, mas é preciso! Eu preciso de uma vez por todas entender que a vida não é feita só de alegrias, apesar de minha insistência para que as pessoas só se importem com o que é bom.... já o que é ruim f.....-se. De uns tempos pra cá tenho tentado elevar o astral de muitas pessoas, algumas energias vão se somando as minhas e as vezes isso me derruba, mas querem saber nunca me abato, e hoje quero falar sobre Justiça.
Vocês já se perguntaram se ela existe? acreditem o PCC (de novo eles... os caras vão vir me buscar!) está recrutando: Vaga: Gerente de boca- salário: R$ 5 a 9 mil- benefícios: Find benefict´s (Apartamento, carro, equipamentos de uso pessoal) perfil: liderança, organização, pulso firme (dedo frouxo!) não ser viciado em drogas (senão dá preju) condições de trabalho: as melhores possíveis, autonomia, liberdade (condicional) mas se roubar da boca vai pra vala!
Gente antigamente os ladrões se escondiam da policia, hoje vão pro enfrentamento, eles tiravam uma cópia da chave da sua casa, loja ou carro; hoje eles vão até a sua casa, roubam o seu carro e arrombam a loja com o seu carro, simplesmente porque não existe justiça pra eles.
Acabei de sair de uma audiência na "justiça" do trabalho, o juiz nem olhou pras nossas caras e queria dar ganho de causa pra ex-trabalhadora, tudo de errado que eu e meu cliente fizemos pra ela foi dar uma chance pra ela ganhar uma grana, trabalhar honestamente e quanto mais ela trabalhasse melhorando a sua perfomance mais grana ela ganharia. Resultado, faltava, mentia, dava mancadas e o prêmio dela ainda será uma boladinha pelos 4 meses de trabalho. Que merda de justiça é essa? Fiquei tão p...to da vida, que ficava chamando o juiz de burro pros meus botões, fazia ironias e deixando louca a minha advogada que falava: fica quieto você vai ser preso! Entrei no msn na sala de audiência, eu já estava procurando um motivo pra infringir a lei.
Quando sai de lá desolado, pensando que a justiça é tendenciosa e até mal-intencionada resolvi comer um pastel na feira, tudo me parecia errado! Eu só queria um motivo pra arrancar as orelhas de alguém, quando derrepente tchanananããããã! O guardador de carros encostou no vidro 8 minutos depois de eu ter estacionado e veio me pedir uma ajuda (um troco, colaboração essas coisas) perguntei a ele quanto tempo meu carro estava lá, ele disse que não sabia, eu disse então meu "pacero" desculpa ai mas você não estava olhando meu carro coisa nenhuma, não vou dar nada e sai com o carro. Pronto! eu havia encontrado alguém pra fazer a minha própria justiça, mas esse sentimento não durou 20 metros, parei o carro no meio da avenida e entre um monte de xingamentos e buzinadas, sai do carro fui até onde estava o carinha e dei todas as moedas que tinha nos bolsos (não perguntem quanto era pois não gosto de contar dinheiro!) Pedi desculpas a ele, disse que ele não tinha nada a ver com meus problemas e voltei pro carro. Sorri, acenei para uns fãs mais exaltados e segui o meu caminho com a certeza de que eu não pertenço a esse sisteminha medíocre e corruptivel, e que sempre farei o que é certo mesmo que para os outros pareça errado, agora estou me sentindo melhor por ser quem eu sou e gostaria que vocês comentassem o assunto. Abraços a todos e prometo que algum dia, participarei de uma grande mudança... só não sei se para o bem e também não sei o de quem!

2 comentários:

Anônimo disse...

Moacir...vou pensar em algo...no momento nem comentários consigo fazer...esse assunto não é fácil digerir...

Abraços...ou melhor

bjos...sou estranha...

Daniela disse...

Vc ainda não aprendeu que a justiça é cega??
E os juízes são burros!!!!
Abraços